"Restodeforma"

"O ser não se vê. Talvez se escute. O ser não se desenha. Não está cercado pelo nada." (Gaston Bachelard)

Limite: do suporte, da composição, da mão. 
O limite é o que está em volta. O que forma... De fora. Como tudo o que não é dito. O que habita o entorno, a fronteira, da margem para lá. 
Silenciosamente, é esse espaço, o vácuo, que direciona o olhar. É o que dá forma e deforma. A fronteira tem dois lados... Inseparáveis.
Geograficamente a fronteira é imaginária. Socialmente é tão concreta quanto a dor.